Sexta-Feira, 15 de Novembro de 2019

Notícias

Sábado, 08 de Junho de 2019 06:21

Operação Mantus

Arcanjo tem tratamento Vip na PCE, não raspa cabeça e usa camisa polo

É regra na Penitenciária Central do Estado (PCE) que todos os detentos raspem o cabelo ao dar entrada no local. Porém, as normas parecem não valer para o bicheiro João Arcanjo Ribeiro, preso há uma semana.

 

Entre os presos na Operação Mantus, Arcanjo foi único a sair do sistema com colete à prova de bala, com o cabelo do jeito que entrou na penitenciária, e com camisa polo. Ao contrário de outros presos, que tiveram que usar o uniforme do sistema. 

 

"É até uma vergonha para a direção da PCE mandar um preso assim. Lá tem mais de mil reeducandos e ele é o único que está com cabelo", relatou o delegado da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Flávio Stringueta.

 

Veja o que diz a administração penitenciária:

 

A Administração Penitenciária esclarece que o fato de não ter cortado o cabelo do preso João Arcanjo Ribeiro não significa que ele tenha recebido privilégio de qualquer natureza, sendo aplicados os procedimentos operacionais previstos.

 

A Gestão Penitenciária determinou também à direção da Penitenciária Central do Estado que o preso receba o tratamento que é dispensado a todos os custodiados na unidade.

 

A PCE também esclareceu que o colete foi colocado pela Polícia Civil. 

 

Sobre o uniforme prisional, em caso de unidade não dispor, é concedido ao preso que ele recebe camisa e bermuda de cor branca, sem qualquer estampa ou acessório.

Fonte: GAZETA

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}