Sábado, 11 de Julho de 2020

Notícias

Quarta-Feira, 15 de Janeiro de 2020 18:14

Bebê é encontrado chorando em necrotério após ser declarado como morto

Agente funerário encontrou Theo, de 48 dias de vida, chorando em necrotério após morte atestada
Um bebê de 48 dias foi encontrado chorando após ter a morte declarada em um hospital de Foz do Iguaçu, no Paraná. O caso ocorreu no último domingo (12) e os pais de Theo, Gabriela e Moisés, registraram boletim de ocorrência. A Polícia investiga o caso. De acordo com informações do Paraná Portal, o atestado de óbito declarou que Theo morreu por causa de broncoaspiração às 16h30 do domingo. Cinco horas depois, o agente funerário responsável por recolher o corpo encontrou a criança chorando, no necrotério do hospital. A funerária, então, avisou a bisavó de Theo, que acionou os pais da criança sobre o ocorrido. A gente não acreditou. Achei que era um erro, que era o prontuário de outro bebê, mas quando chegamos na Unimed realmente vimos que era o nosso filho. Eles tinham trocado o plantão e os médicos tinham entubado e estavam tentando o aquecer porque estava muito frio”, afirmou a mãe de Theo, Gabriela Schoenacher Moraes. Theo foi dado como morto e, depois, foi achado chorando 5h depois no necrotério - (Foto: Reprodução/Facebook) A família optou transferir a criança para o Hospital Ministro Costa Cavalcanti, no qual ele foi in ternado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Theo deu entrada às 22h48 após ser levado pelo Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU), segundo o hospital particular. No entanto, o bebê morreu na segunda-feira (13), após duas paradas cardiorrespiratórias. O corpo do garoto - com 53 centímetros de altura e 3,1 quilos - foi encaminhado ao Instituto Médica Legal (IML) de Foz do Iguaçu. Os pais de Theo registraram o caso na delegacia da PCPR (Polícia Civil do Paraná), que investiga o caso. Em nota, o departamento informa que apura "as circunstância da causa morte do recém nascido, e que todas as medidas cabíveis já estão sendo tomadas”. Hospital diz que situação é "inédita" Após a repercussão do caso, o Hospital Unimed Foz do Iguaçu afirmou, em nota, que a situação envolvendo Theo é "inédita" na história da cooperativa e que está disposta a prestar “todo o apoio a seu alcance” à família.
Fonte: Giro Portal

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}