Quinta-Feira, 19 de Setembro de 2019

Notícias

Sexta-Feira, 30 de Agosto de 2019 19:05

PF apreende documentos e computadores em operação no Pará

30 mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta sexta-feira, 25. "Operação Berrante" ocorre nos estados do PA, SP e MG.

Agentes da Polícia Federal (PF) do Pará cumpriram 20 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça, em Belém e Ananindeua, na região metropolitana, e Redenção, no sudeste do Pará, nesta sexta-feira (25). Resultado da "Operação Berrante", outros 4 mandados foram cumpridos em São Paulo e 6 em Minas Gerais.

Malotes de documentos e HDs de computadores foram apreendidos pelas equipes da PF, que trabalham em parceira com a Receita Federal e Ministério Público Federal do Pará. O material foi apreendido nos escritórios de empresas que têm filiais em território paraense, mas com sede em São Paulo e Minas Gerais.

Segundo o delegado Ualame Machado, os documentos serão analisados. "Chegando na sede da Polícia Federal, nossas equipes e da Receita Federal receberam os documentos, que vão ser levados para o prédio central da Receita, em Belém, para começar a análise. Esse é o momento que, efetivamente, se dá início a uma nova etapa da investigação", revela Machado.

Ainda de acordo com o delegado, a partir do material apreendido, é feito um levantamento e análise para poder estabelecer as conexões entre os possíveis envolvidos na fraude e responsabilizar os suspeitos de crimes, que configuram também formação de quadrilha.

"Ninguém vai ser preso nesse momento. Cumprimos dois mandados de condução coercitivos, um em Uberlândia e o outro em Itapeva, quando o suspeito é conduzido até a delegacia para prestar depoimento e liberado logo em seguida", esclareceu o delegado da PF no Pará.

Operação Berrante Polícia Federal Pará (Foto: Luana Laboissiere/G1)Material apreendido foi levado para a sede da Polícia Federal, em Belém, e será encaminhado para o prédio central da Receita Federal, na capital paraense, onde será analisado (Foto: Luana Laboissiere/G1)

Operação Berrante
Investigações da Polícia Federal, Receita Federal e Ministério Público Federal do Pará, iniciadas há aproximadamente dois anos, apontam que empresas brasileiras de exportação de boi vivo, importadores venezuelanos e empresas sediadas nos Estados Unidos e no Reino Unido, são suspeitos de um esquema de fraude em operações de comércio exterior no Pará, Minas Gerais e São Paulo. A estimativa é que mais de 150 milhões de dólares tenham sido remetidos ao exterior.

Segundo a Polícia Federal, há indícios que as exportadoras brasileiras teriam superfaturado valores de frete nas exportações de boi vivo como forma de reduzir a receita líquida, além de viabilizar a remessa de recursos ao exterior, sob a falsa premissa de pagamento de despesas de frete, objetivando a promover a saída de dinheiro do território nacional.

A Operação Berrante, que faz referência a uma corneta feita de chifres de boi utilizada por vaqueiros para chamar o gado no campo e no transporte por intermédio de comitivas, cumpriu 20 mandados de busca e apreensão somente no Pará. Segundo a PF, a quantidade de mandados executados em território paraense ocorre devido ao estado ser considerado o maior exportador de boi vivo ou gado em pé do país.

Fonte: G1

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}