Sexta-Feira, 14 de Agosto de 2020

Notícias

Terça-Feira, 07 de Abril de 2020 18:59

Xuxu não aguenta pressão e tira indicação por corte de 50% do salário dos servidores

deputado Xuxu Dal Molin (PSC), que apontou o corte de 20% até 50% dos salários dos servidores públicos como fonte de recursos para o combate aos reflexos do coronavírus, não suportou a pressão das redes sociais e retirou a indicação feita ao Executivo para que fizesse o estudo técnico sobre a viabilidade da medida. O recuo foi anunciado na manhã desta terça (7).

“Mesmo sendo uma apenas uma indicação para a realização de um estudo técnico, visando um planejamento para proteger os servidores públicos, o deputado informa que já solicitou a retirada dessa indicação”, diz trecho de nota. 

Embora o corte de até 50% dos salários dos servidores de todos os Poderes e órgãos constitucionais tenha sido sugerido, Xuxu preferiu não sustentar o que falou em sessão da Assembleia realizada nesta segunda (6). Em nota, justificou que sua indicação ao Executivo foi usada “fora de contexto e totalmente desvirtuada”.

“Não podemos ter ações isoladas. Não adianta ações pontuais. Vamos fazer no macro. Diminuir salários de 20%a 50% de todos dos servidores públicos para garantir um grande volume de recursos contra a Covid-19”, defendeu Xuxu ontem, dizendo que o corte tem que ser geral e não apenas dos 6 mil professores interinos.

Na nota, ele alega que, como existem várias proposituras no Congresso Nacional que podem acarretar na diminuição de salário de servidores, ficou extremamente preocupado com essas medidas e também com a  demissão dos professores interinos e possíveis atrasos salariais.

Segundo Xuxu, o objetivo da indicação é a realização de  estudo técnico que iria analisar possíveis cenários de diminuição de salários a fim de obter projeções de arrecadação contra os reflexos da pandemia. A ideia, sustenta o parlamentar, é evitar o atraso de salários e, principalmente, demissões.

Xuxu também reforça que há muito tempo cobra dos Poderes uma gestão mais enxuta, valorizando os servidores que entregam os serviços à população. Garante ser  totalmente contra cortes e atrasos salariais dos mesmos, especialmente aos das pastas da Saúde e Segurança Pública que estão à frente no combate do Covid-19. 

Fonte: rdnews

{{countcoment}} COMENTÁRIOS

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.
{{car.nome}}
{{car.comentario}}
{{car.mais}}
{{car.menos}}